Análises de mercado: Frango e Boi Gordo



Frango: reação das cotações nas granjas, mas queda no atacado

Após semanas de estabilidade no preço para o produtor, o frango na granja fechou a semana passada cotado em R$3,00 por quilo, alta de 3,4% em sete dias.

Já o produto no atacado apresentou queda, fechando a primeira quinzena de maio cotado, em média, em R$3,82 por quilo, baixa de 3,3% quando comparado com o fechamento da primeira semana do mês.

Essa queda sinaliza um mercado fragilizado, já que as quedas ocorreram antes da segunda quinzena do mês, período de compras mais lentas.

Abril apresentou redução de 2,67% no volume exportado, queda após cinco meses consecutivos de alta, porém, o acumulado do ano mostra que o produto está com bom desempenho, chegando a alta de 5,22% quando comparado ao mesmo período de 2019.

Boi Gordo: preços altos e poucos negócios efetivados no mercado de reposição

Sem perspectivas de melhora no mercado do boi gordo, a reposição continua tendo dificuldade em ganhar ritmo.

Outro fator que colabora para o cenário de poucos negócios é a diminuição do poder de compra do invernista e recriador.

Na média de todas as categorias de machos e fêmeas anelorados, os preços estão 0,1% menores em relação semana anterior, no entanto, desde o início do ano, as cotações dos animais de reposição acumulam alta de 3,7%.

As altas estão sendo puxadas pelas fêmeas, considerando a média de todas as categorias, a valorização foi de 4,8%, frente a 3,1% da média das categorias dos machos anelorados, tomando o início do ano como referência.

(Com informações da Scot Consultoria)




Entrevistas +

Noticias sectoriales

 
 

Cadastro Newsletter Suino Brasil Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies