Suíno: 3ª feira registra altas no mercado brasileiro



Após sequenciais baixas, o mercado de suínos começou a se recuperar nesta terça-feira. De acordo com a Scot Consultoria, a última semana de abril apresentou estabilidade nas cotações nas granjas e no atacado. Esse cenário é reflexo da baixa demanda no mercado interno, que teve influência do período de isolamento social em virtude da pandemia mundial.

Em São Paulo, de acordo com a Scot, a arroba do suíno CIF aumentou 13,85%/12,86%, chegando a R$ 74/R$ 79, enquanto a carcaça especial teve alta de 7,14%/6,78%, atingindo R$ 6/R$ 6,30.

No caso do suíno vivo, segundo informações do Cepea/Esalq, referentes à segunda-feira (4), houve queda apenas para o Rio Grande do Sul, de 1,13%, fechando em R$ 3,49/kg.

São Paulo teve valorização de 7,05%, com preço de R$ 3,95/kg, aumento de 3,26% em Minas Gerais, cotado em R$ 4,12/kg, alta de 2,93% no Paraná, com valor de R$ 3,51/kg, e de 1,52% em Santa Catarina, cravando R$ 3,33/kg. (Notícias Agrícolas)




Entrevistas +

Noticias sectoriales

 
 

Cadastro Newsletter Suino Brasil Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies