Suinocultura: maioria das cotações ficaram estáveis



O mercado deve seguir firme no curto prazo

A primeira semana de junho terminou com cotações, na maioria, estáveis, para o mercado de suínos. De acordo com análise da Scot Consultoria, a expectativa é de mercado firme para o curto prazo, devido ao início do mês e, consequentemente, recebimento de salários e maior movimentação no mercado interno.

                                   Segundo a Scot Consultoria, nesta sexta-feira (5), os preços em São Paulo permaneceram estáveis, com R$ 85/R$ 87 para a arroba do suíno CIF e R$ 6,70/R$ 6,90 para a carcaça especial.

De acordo com informações do Cepea/Esalq, referentes à quinta-feira (4), houve queda no preço do animal vivo somente no Paraná, na ordem de 0,24%, chegando a R$ 4,09/kg.

Permaneceram estáveis os preços para o suíno vivo em Minas Gerais (R$ 5,09/kg), Rio Grande do Sul (R$ 4,07/kg), Santa Catarina (R$ 4,02/kg), e São Paulo (R$ 4,64/kg).

Com informações da Associação Catarinense de Criadores de Suínos, acompanhe as cotações do dia:

Cotação – Bolsa de Suínos

Cotação de hoje – 08/06/2020

Bolsa de Suínos
Santa Catarina:R$ 4,60
São Paulo:R$ 4,69
Minas Gerais:R$ 5,30
Paraná:R$ 4,14
Rio Grande do Sul:R$ 4,26

Cotação – Suíno Preço Base

Suíno Preço Base
Aurora (S/T):R$ 4,20
Aurora (Leitão 8 a 22 Kg):R$ 4,20
Pamplona:R$ 4,20
BRF (Sadia/Perdigão):R$ 4,10
JBS Foods:R$ 4,10

+ Bonificação de Carcaça/ Média Bonificação: 10 %




Entrevistas +

Noticias sectoriales

 
 

Cadastro Newsletter Suino Brasil Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies